HeavenStudios

Artes visuais

 

 Eu... 

   

 

 

Lembro-me de numa conversa em 1998 ter dito que não gostava de fotografia. Porque a fotografia é apenas uma mutilação da realidade, a transposição para a percepção de um sentido daquilo que foi vivido por cinco. Por isso tenho poucas recordações de férias, de momentos festivos. Porque há coisas que devem ser guardadas na memória que, ainda que mais inteira, se rarefaz com o tempo, sem a redução a uma imagem. Acho sempre que é um desperdício do momento tentar fixá-lo numa fotografia.

Mas gosto de fotografia, de outra, diferente, de maior desprendimento emocional. Umas vezes espontânea, outras mais trabalhada e construída, um momento de beleza, especificamente construído para não ser vivido com outros sentidos que não a visão.

É isto que tento fazer, com o que sei, com o que vou aprendendo, com o pouco tempo que tenho disponível e que foge sempre...

Curiosamente foi no mesmo ano de 1998 que comecei a fotografar. Desde então tenho vindo a melhorar o equipamento fotográfico que possuo, centrando-me por vezes mais na qualidade e quantidade de equipamento do que na realização fotográfica, sempre numa perspectiva de profissionalizar a minha actividade fotográfica.

Foi em 2010 que a minha postura fotográfica se alterou substancialmente de forma que espero que seja duradoura. Dois factores contribuíram para esta mudança:

- A impossibilidade de ambicionar (por incompatibilidades laborais) que a fotografia se tornasse uma actividade profissional:

- Um workshop de fotografia em Paris (a que não fui).

Se o primeiro me trouxe uma desresponsabilização da fotografia, uma não preocupação de tentar tornar a fotografia em algo rentável, o segundo, através do relato preciso de quem lá esteve ajudou-me a direccionar e a perceber melhor  por que caminhos pretendo enveredar para fazer com a máquina fotográfica algo que me safisfaça realmente.

Esperemos para ver como será este 2011...

 

 

 

 


Início - Área privada - Contactos - Links